A guerra do Google contra as estratégias de SEO - Search Engine Optimization está declarada!

Depois do lançamento do polêmico algorítimo em 2011, batizado de Google Panda Algorithm, que tinha como objetivo penalizar as chamadas "content farms" e "link farms" (Fazendas de conteúdos e de links), que são cada vez mais comuns na web, e beneficiar assim sites e blogs que produzem conteúdo original e de qualidade, o Google anunciou que lançaria mais algumas centenas de novas modificações em seu mecanismo de busca com o objetivo de melhorar os resultados para seus usuários. Em 2012 lançou o Pengüin Algorithm, muito mais rígido em suas regras, e agora em 2013, lançou uma atualização do Pengüin Algorithm, o tornando ainda mais perigoso para quem usa as tradicionais estratégias de SEO.

O objetivo do Google é rebaixar ou banir de seus resultados sites e blogs que, por meio de estratégias de otimização, aparecem entre os primeiros resultados nas pesquisas usando técnicas que manipulam sua relevância.

Claro que quem faz seu trabalho de otimização de forma correta e não se baseia  em práticas desleais (as famosas “over optimizations” ou “black hats”), não precisa se preocupar com a nova versão do algoritmo. Mas muitos iniciantes na área de SEO acabam que, por ingenuidade ou mesmo por má índole, caindo em alguns casos de reprovação. Outro problema é que muitas pessoas acabam usando técnicas que já foram válidas no passado, mas que hoje são consideradas ilegais, mas ainda são ensinadas em livros ultrapassados (Qualquer livro de SEO com mais de 6 meses de publicação, ou seja, "todos"), ou por profissionais desatualizados.

Quem busca trabalhar honestamente e faz o dever de casa, está mais que ciente que a utilização de algumas práticas como: textos e links ocultos, camuflagem do conteúdo real da página, redirecionamentos não autorizados,  páginas com palavras-chave irrelevantes ou totalmente discrepantes, múltiplas páginas, subdomínios ou domínios com conteúdo excessivamente repetido, entre outras, já eram facilmente identificadas pelo Penguin ainda no ano passado e até mesmo pelo seu antecessor, o algoritmo Panda.

Com estas atualizações o Google busca não só repreender os metidos a espertinhos, mas também oferecer um resultado mais relevante para seus usuários, evitando sites enganosos e até propagadores de SPAM. Assim, quem é pego pelo algoritmo incorrendo em “Black Hat” pode ter seu site rebaixado nos rankings de pesquisa, ou até mesmo ser "desindexado" (apagados) do índice do Google. Então colega, se você perceber um declínio repentino no seu tráfego de visitas nesses próximos dias, meus parabéns, você foi pego pelo Penguin 2.0! 

Segundo Matt Cutts, um dos principais engenheiros da companhia e responsável pelo software GoogleBot, o Google pretende penalizar sites ou blogs que não possuam um conteúdo de qualidade, mas mesmo assim conseguem aparecer entre os primeiros resultados de pesquisas. Porém, o algorítimo desta vez também vai penalizar sites que abusam do uso de estratégias de SEO (otimização para motores de busca) e também do uso de publicidade ou anúncios patrocinados em suas páginas. Confira o comentários de Matt Cutts durante o evento de cultura digital SXSW:

“Quanto às pessoas que estão abusando do SEO , nós em geral não anunciamos alterações antecipadamente, mas há algo em que estamos trabalhando nos últimos tempos e queremos implantar nas próximas semanas ou meses. Iremos atrás daqueles que enchem a página de palavras-chave, trocam muitos links ou vão além do que normalmente esperamos. Temos muitas pessoas trabalhando nisso no momento. Se o portal dedica grande parte da tela inicial a anúncios, ele não oferece uma boa experiência de usuário. Alguns sites podem não permanecer na mesma posição atual"

 

DICAS PARA FICAR DENTRO DAS REGRAS DO GOOGLE

As dicas do consultor de marketing digital, Olimpio Araujo Junior, para que seu site não seja penalizado pelo Peguin Update são:

- Remova todo conteúdo duplicado existente em seu site. Se você tem um e-commerce com produtos semelhantes, não use o mesmo texto, tente escrever variações do conteúdo;

- Remova todo conteúdo copiado de outros sites, mantenha apenas conteúdo original e exclusivo;

- Evite direcionamentos de diversos domínios para seu site. Apenas seu domínio principal é reconhecido pelo Google;

- Se você tem em seu site diversas variações de domínios (Ex.: meusite.com.br,  meusite.com.br, www.meusite.com.br, www.meusite.com.br/), utilize a Canonical Tag, ou, mais propriamente, o canonical link element (se não sabe o que é isso, procure o programador mais próximo... rsrsrsrs);

- Gere links externos de qualidade, evitando sites e blogs que não tenham qualidade nem relevância, e que não tenham relação com seu conteúdo. Cada vez mais o uso de diretórios e classificados para gerar link está se tornando inválido;

- Adicione conteúdo informativo e e qualidade para seus usuários, incentivando-os a aumentar a freqüência de visitas em seu site e aumentar os compartilhamentos nas mídias sociais;

- Evite publicar links de sites suspeitos em seu site, e caso tenha algum link publicado, remova-o, pois você também pode ser punido por gerar Link Spam.

 

Compartilhe:

Comentarios

Comentarios