Por Olimpio Araujo Junior | Founder - GestordeMarketing

O ano de 2017 já começou com uma grande polêmica, uma nova afirmação controversa feita, essa semana quando o ministro da ciência, tecnologia, inovações e comunicações, Gilberto Kassab, deu uma entrevista ao canal "Poder360"no youtube, onde defendeu a venda de pacote de dados pelas operadores e declarou o fim da internet ilimitada.

Apesar da declaração do ministro, Juarez Quadros, presidente da Anatel, amenizou as coisas afirmando que não há intenção de restringir a navegação. “Não há por parte do Ministério e também da Anatel nenhuma intenção de reabrir a questão”, disse Quadros.

Cobrar por pacotes de dados pode sim ser uma forma de limitar o acesso da população a internet, e mesmo com algumas operadoras já tendo se pronunciado no ano passado afirmando que não vão aderir a essa limitação, o resultado pode ser bastante negativo para usuários de todo o país. Com esse entendimento, logo após o pronunciamento, o coletivo "Anonymous" famoso por derrubar importantes portais e vazar informações do governo, já convocou algumas células para se organizar em retaliações.

As afirmações são claras e solicitam para que os interventores desta mudança “não se atrevam”. Confira abaixo o post em que o manifesto em defesa da internet livre foi publicado: 

 

Compartilhe:

Comentarios

Comentarios